Bordados Poéticos

Sobre

os3

Bordados Poéticos é um projeto criado por uma apaixonada por bordados, Nina Silva. Entre linhas, panos e agulhas, a paixão pelo bordado e pela arte foi crescendo até transbordar para todo o grupo do Coletivo Canoas, que abraçou o projeto esse ano. Contemplado pelo edital da Secretaria de Estado de Cultura do Rio de Janeiro em 2013, o Bordados Poéticos é um Ponto de Leitura do Estado do Rio de Janeiro.

Este projeto teve origem através do Concurso Bordados Poéticos e hoje abrange diversas formas de arte em diversas atividade, focando na leitura, fotografia e, claro bordado.

O Concurso Bordados Poéticos nasceu em 2011, como parte de um projeto maior, chamado “Comunicação e Linguagem”, que tinha como foco trabalhar dentro da escola a exploração artística das diversas linguagens disponíveis no mundo. O concurso se destacou dentre as atividades desse trabalho e em 2012 criou vida própria, como um projeto independente, realizado no colégio CEMBRA, em Paraty-RJ. Em 2013 o projeto foi realizado em conjunto com a Secretaria de Educação de Paraty. Em 2014 fomos contemplados com o edital Pontos de Leitura da Secretaria de Cultura do Estado do Rio de Janeiro, além da parceria de várias instituições locais que patrocinam e apoiam o projeto.

O concurso tem como objetivo valorizar e alinhavar o uso do fazer manual, como forma de pertencimento, sociabilidade, resgate de identidade e visibilidade aos nossos artistas locais da arte milenar criada por agulha e linha. A cada ano escolhemos um tema: em 2011 foram os poetas de Paraty; em 2012, as cantigas populares; finalmente em 2013, resolvemos dar destaque também aos artistas instalados na nossa cidade, e o tema foi as obras desses artistas. As bordadeiras e bordadeiros fazem uma releitura ou reprodução do tema e ao final um grupo de jurados escolhe os vencedores.

O resultado do concurso e alguns dos bordados participantes são expostos na Exposição Bordados Poéticos, que acontece em Paraty, com direito a Sarau com música, dança e poesia. Ao longo da exposição os visitantes podem votar no 4º lugar, que é anunciado ao final do período da mostra.

A arte NAIF é arte ingênua, original, popular, instintiva.  Sua POÉTICA surge através de temas populares que se inspiram tanto no meio rural quanto no urbano. O artista NAIF expõe sua criatividade de forma livre. Suas obras não são moldadas pelos paradigmas acadêmicos e, por isso, mostram uma cultura singular em cada região e em cada artista.

Em 2016, o concurso “Bordados Poéticos” tem como tema a arte NAIF e, numa profusão de pontos, linhas e cores, o bordado e a pintura se unem para homenagear os artistas paratienses Júlio Paraty e Themilton Tavares, além de referenciar diversos artistas NAIF pelo Brasil e o mundo.

Uma opinião sobre “Sobre

  1. Parísina Ribeiro em disse:

    Maravilhoso, amei e este ano irei participar, muito feliz!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: